Salvador, 17 de agosto de 2019
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Curso & Evento
Calendário de Eventos help
Mês anterior Dia anterior Próximo Dia Próximo Mês
Ver por Semana Veja Hoje Buscar
Seminário Nacional Mulher e Cultura
Quarta-feira 29 Outubro 2014, 08:00 - 17:00

Acessos : 2148

De 28 a 31 de outubro, a capital baiana, Salvador, receberá agentes de todo o Brasil para o Seminário Nacional Mulher e Cultura, no qual debaterão as ações e os espaços de visibilidade das mulheres em alguns segmentos da Cultura. Realização da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura – Bahia, com parceria do Ministério da Cultura (Minc) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), por meio do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM), o Seminário trará mesas de debate, apresentações culturais e rodas de diálogo, tendo como principal objetivo fortalecer as ações culturais realizadas por mulheres ou sobre mulheres, além de promover reflexões e debates sobre a temática. O Seminário será aberto no dia 28 de outubro (terça-feira), no Complexo Cultural dos Barris.

O Seminário será um espaço de convivência e troca de experiências acadêmicas, artísticas e culturais, a partir da interação entre diferentes agentes femininos de cultura do Brasil, tendo como finalidade o fortalecimento de uma rede de articulação feminina em todo país. É voltado para mulheres que apresentem atuação na temática cultural e perspectivas enquanto multiplicadoras, que tenham militância no segmento ou desenvolvam pesquisas sobre o tema central do evento e os transversais

Os debates e rodas de diálogo terão como temas: “Mulher: Tradição e Contemporaneidade”, “Mulheres da Cultura”, “Mulher, Cultura e Comunicação”, “Mulheres e Conhecimentos Tradicionais” e “Cultura e Contemporaneidade”. 

Histórico

Ao adotar como um de seus princípios a igualdade e o respeito à diversidade, o II Plano Nacional de Políticas para Mulheres registrou que a promoção da igualdade de direitos entre mulheres e homens requer respeito e atenção, dentre outros aspectos, à diversidade cultural. Nesta linha, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) vem implementando os debates sobre mulher e cultura desde a IV Conferência Estadual de Cultura, que possibilitou discussões segmentadas sobre a temática. Além disto, em 2013, foi realizada a I Conferência Setorial de Mulher e Cultura, que encaminhou para encontro nacional demandas específicas do setor e articulou a formação de um grupo de debate para dialogar juntamente com os órgãos, as proposições de demandas.

Entretanto, no universo ampliado das manifestações culturais, a presença da mulher, apesar de visível e marcante, nem sempre é devidamente valorizada. O Seminário Nacional Mulher e Cultura reforça a proposta da criação de um espaço de interação entre diferentes agentes femininos de cultura do Brasil.

Mais do que ampliar o espaço de diálogo, este Seminário destaca a relevância do debate sobre a participação feminina, nos diversos espaços governamentais e de consulta; fortalece as discussões dos segmentos através das mesas temáticas e otimiza a criação de estratégias para divulgação e aprimoramento das ações.

Além dos debates, o Seminário Nacional Mulher e Cultura contará ainda com apresentações culturais femininas – música, teatro, recitais -, espaços de leitura, com a Biblioteca Móvel, ao longo da programação, que será encerrada com show na Praça Tereza Batista – Pelourinho. Paralela às atividades, acontecerá também, nos dias 28 e 29, a Mostra de Filmes “Mulheres, Cultura e Contemporaneidade”, na Sala Walter da Silveira, gratuitamente.

Programação:

1º dia | Seminário Nacional Mulher e Cultura

28 de outubro

Turno Noturno

19h: SOLENIDADE DE ABERTURA

Mesa de abertura com autoridades

20h - Apresentação Teatral “Vozes Negras”

21h – Apresentação musical

Local: Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado (Barris)

2º dia | Seminário Nacional Mulher e Cultura

29 DE OUTUBRO (QUARTA-FEIRA)

8h CREDENCIAMENTO

10h CONFERÊNCIA DE ABERTURA

Tema: Mulher: Tradição e Contemporaneidade

A linha evolutiva da atuação das mulheres. A expansão da presença feminina de forma ativa, não somente nas expressões artísticas e meios de comunicação tradicionais, como também no âmbito das novas tecnologias de informação, nas lutas políticas e sociais.

Avatar Palestrantes-03

Nascida em 1931, em Cachoeira do Paraguaçu, no Recôncavo Baiano, Beatriz Moreira Costa foi iniciada no candomblé em 1956, em Salvador, por Mãe Olga do Alaketu. Fundou, em 1985, a Comunidade de Terreiro Ilê Omi Ojú Arô (Casa das Águas dos Olhos de Oxóssi), em Nova Iguaçu- RJ, onde iniciou um reconhecido trabalho de fortalecimento da cultura afro-brasileira, combatendo o racismo, machismo e a intolerância religiosa.

Avatar Palestrantes-02Cacica da Aldeia Juerana, em Coroa Vermelha-Bahia, atua na luta pela garantia dos direitos dos povos tradicionais e seus territórios. É presidente do Conselho de Caciques Pataxó e Tupinambá e integra o Conselho de Saúde Indígena de Porto Seguro, no extremo sul da Bahia.

Avatar Palestrantes-01

INTERLOCUTORA: Indígena tupinambá do Território Sul da Bahia e ex-conselheira de Cultura do Estado da Bahia.

12h ALMOÇO

14h – MESA DE DEBATE 01

Tema: Mulheres da Cultura

Trajetórias de mulheres em diferentes regiões do país, realizadoras e empreendedoras em cultura que alcançaram visibilidade e notoriedade nacional e internacional por suas produções.

Avatar Palestrantes-05

Nasceu em 1970, na cidade Ibiá-MG.  Autora de “Ao lado e à margem do que sentes por mim” (2002) e “Um defeito de cor” (2006), obra inspirada na vida de Luísa Mahin, com a qual conquistou o importante o Prêmio Casa de Las Américas de 2007 como melhor romance de literatura brasileira.

Avatar Palestrantes-07

Militante do Movimento Negro do Piauí, foi presidente da Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC) e do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes de Órgãos Estaduais de Cultura.

Avatar Palestrantes-08

Índígena do povo Omágua/Kambeba, compositora e escritora. Mestra em Geografia Cultural, pesquisa e luta em defesa da cultura, identidade e arte do povo Kambeba. Compõe e escreve em língua Kambeba e nheen-gatu, e é autora do livro de poemas “AY KAKYRI TAMA – EU MORO NA CIDADE”.

Avatar Palestrantes-06

Cordelista feminista cearense, professora do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade da Universidade Federal da Bahia-UFBA, membro-fundadora da Sociedade dos Cordelistas Mauditos. Seus cordéis, que têm ênfase nas questões de gênero e feminismo, foram premiados pela Fundação Cultural do Estado da Bahia-FUNCEB.

Avatar Palestrantes-04

INTERLOCUTORA: Arany Santana Neves, gestora, professora, atriz, fundadora do Ilê-Aiyê, foi secretária municipal da Reparação e secretária do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza do Estado. Recebeu diversos prêmios em reconhecimento a sua atuação em defesa do povo negro, educação, cultura e arte. Atualmente exerce o cargo de diretora do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), órgão da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

17h – COFFEE BREAK

3º dia | Seminário Nacional Mulher e Cultura

30 DE OUTUBRO (QUINTA-FEIRA)

8h  - MESA DE DEBATE 02

Tema: Mulher, Cultura e Comunicação

Levantar a temática do protagonismo da mulher em meio às variadas expressões culturais nos veículos midiáticos de massa, além de abordar o diferencial desta contribuição para o universo da comunicação contemporânea.

Avatar Palestrantes-10

Escritora, jornalista e mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pós-graduada em História da África e em Gestão de Direitos Humanos, ambas pela Universidade Cândido Mendes. É a autora do Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento, lançado em 2011 e foi fellow do Programa Internacional de Bolsas da Fundação Ford (IFP). Já atuou como repórter de economia e de cultura na Rádio MEC, jornal Gazeta Mercantil, Tribuna da Imprensa e o Grupo Manchete.

Avatar Palestrantes-13

É do Coletivo Nacional de Cultura do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), integrante da Brigada de AudioVisual do Movimento.

Avatar Palestrantes-09

INTERLOCUTORA: Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e pós-doutora pela Universidade de Buenos Aires (2006). É Coordenadora do Centro de estudos Multidisciplinares em Cultura da UFBA, universidade em que é professora.

Avatar Palestrantes-12

Doutora em Literatura Comparada da UERJ, Mestre em Estudos de Ásia e África – Colégio de México (2000), professora da Pós-Graduação em História da África e do Negro no Brasil da Universidade Cândido Mendes e pesquisadora das narrativas de mulheres negras, presente nas literaturas Africanas, Negro-brasileira, Afro-americana e Arfo-latina e suas atuações no mercado editorial brasileiro.

Avatar Palestrantes-11

Jornalista, repórter com graduação em Comunicação Social e especialização em Bioética pela Universidade de Brasília (UNB), trabalha na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e faz parte da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Distrito Federal. Recebeu o Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo (2008) pelo webdocumentário Nação Palmares (Agência Brasil) e Prêmio Tim Lopes de Jornalismo (2006 e 2008) pelas séries Confissões de Família (Correio Braziliense) e Esperança na Amazônia (Rádio Nacional da Amazônia).

12h ALMOÇO

14h MESA DE DEBATE 03

Tema: Mulheres e Conhecimentos Tradicionais

O debate trará a contribuição feminina na manutenção e transmissão de conhecimentos tradicionais culturais, tais como o manejo de recursos naturais e a manifestação da oralidade. Serão expostos exemplos da diversidade de origens e formação dessas mulheres, que contribuem para a preservação do patrimônio cultural imaterial do país.

Avatar Palestrantes-15

Pedagoga, especializada em Comunidades Latino Americanas pela Nações Unidas e Centro Regional de Educação, doutora em Antropologia Social e Etnologia pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales. Tem pós-doutorado pela University of London School of Orient and African Studies(1998) e pela University Of South Africa(2000).

Avatar Palestrantes-16

É cantora, compositora e poetisa, nascida em 1938, na cidade de Cachoeira do Arari (PA). Foi professora de História e Estudos Paraenses e secretária municipal de Cultura da cidade Igarapé-Miri (PA). Conhecida como a rainha do carimbó chamegado, compôs a música “Mareia, mareia”, vencedora do prêmio Troféu Mestre Lucindo, na categoria “Carimbó de raiz” na terceira edição do Festival de Carimbó de Marapanim, em 2006. Em 2012, gravou o primeiro álbum, “Fetitiço Caboclo”, um registro musical de mais de 70 anos de vida dedicados à música e à cultura.

Avatar Palestrantes-17

Presidente da Associação de Mulheres Ciganas e Secretária de Mulheres do Conselho Nacional Cigano – Conaci, professora de dança e educadora social.

Avatar Palestrantes-18

Musicista e professora, é especialista em Performance da Música Japonesa (Piano) pela Universidade de Shizuoka – Japão e em Fundamentos da Linguagem Musical pelo Conservatório Carlos Gomes/Universidade Estadual do Pará. É doutoranda em Execução Musical – Regência Coral pela Universidade Federal da Bahia e docente do curso de Licenciatura Plena em Música da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Avatar Palestrantes-14

INTERLOCUTORA: Liderança quilombola nacional, é uma das fundadoras da Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas- CONAQ. Foi coordenadora da ação Culturas Tradicionais da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura.

17h COFFEE BREAK

4º dia | Seminário Nacional Mulher e Cultura

31 DE OUTUBRO (SEXTA-FEIRA)

8h MESA DE DEBATE 04

Tema: Cultura e Contemporaneidade

A contribuição feminina na construção do ideal contemporâneo será abordado a partir dos pontos de vista diferenciados de mulheres que desafiaram o tempo e seus contextos sociopolíticos.

Avatar Palestrantes-20

Enfermeira com Especialização em Saúde da Família pela Universidade Federal de Minas Gerais. Militante do movimento feminista, compõe a coordenação nacional da Marcha Mundial das Mulheres e é membro do conselho editorial do Jornal Brasil de Fato.

Avatar Palestrantes-21

MC e professora, compõe o Coletivo Feminino – DF, é integrante da cultura Hip Hop desde 1992 e representante do Fórum de Hip Hop do DF e entorno. Em sua atuação, discute temas relacionados ao papel da mulher e a dimensão de gênero e raça no movimento hip hop.

Avatar Palestrantes-22

Charô Nunes é arquiteta e blogueira, compõe a equipe do Blogueiras Negras e escreve sobre cultura e sociedade no blog Indigestivos Oneirophanta.

Avatar Palestrantes-23

Mestre em Desenho, Cultura e Interatividade, é professora do Bacharelado em Estudos de Gênero e Diversidade da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área dos estudos de Gênero, Sexualidade e Moda, atuando nos temas aparência, redesenho, gênero, transversalidade e cultura.

Avatar Palestrantes-19

INTERLOCUTORA: Professora Adjunta da Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenadora colegiada do Mulieribus Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Mulher e Relações de Gênero.

12h ALMOÇO

RODAS DE DIÁLOGOS

14 h

Roda de Diálogo 01 – “Mulheres nas artes contemporâneas”

Avatar Rodas de Diálogos-02Arte – educadora e ilustradora, é formada em Psicologia pela UFBA. Desenvolve atividades que transitam entre as artes gráficas, a fotografia e manualidades artesanais. Idealizadora do Primeiro Festival de Ilustração e Literatura da Bahia. Funda a Editora Movimento Contínuo, que dedica-se à publicação de ensaios fotográficos e narrativas ilustradas. Em 2013 realiza Residência Artística na Escola Internacional de Ilustração para a infância na Itália. Realizou exposições fotográficas com o trabalho “”Circo Estaner”” e participou de algumas exposições coletivas de gravura na cidade. Hoje desenvolve o projeto de bordado contemporâneo “”Bordar os Sonhos”” com mulheres do bairro de Sussuarana.

Avatar Rodas de Diálogos-01Jovem artista, moradora do bairro do Lobato, subúrbio ferroviário de Salvador. Faz parte do CAMPET – Campanha da Coleta Seletiva de Pet e Latinha, tendo ingressado em 2007, fazendo parte de triagem dos resíduos e administração do empreendimento.  Hoje atua nas unidades  Biju onde são confeccionados bijuterias com  garrafas pets e alumínio, e objetos de decoração como: puffs, cadeiras, cortinas e painéis,  e Grupo de Educação Ambiental (GEA), realizando oficinas em  escolas, empresas e na própria Camapet.

Avatar Rodas de Diálogos-04

Maria de Lourdes da Silva, ou D. Lourdinha, como é conhecida, é agricultora, artesã, contadora de historia e liderança comunitária e professora de pratica agrícola. Pedagoga com especialização em psicopedagogia integra o Grupo de Artesãs da comunidade quilombola de Conceição das Crioulas, em Pernambuco.

Avatar Rodas de Diálogos-01

INTERLOCUTORA: Graffiteira, feminista ativista, cozinheira vegana, produtora e assessora de moda. Militante da cultura Hip-Hop, produziu de eventos independentes como o Encontro Nacional de Graffiteiras, em Salvador (2009) e o Festival Vulva lá vida e Feminic.


Roda de Diálogo 02 – Feminismos nas Comunicações

Avatar Rodas de Diálogos-04Grupo de Rap Feminino, surgido em 2012, em Vitória da Conquista (BA). São três jovens militantes, Tayrine, Nessyta e Nayane, que se uniram em torno do elemento RAP para solidificar ações de fortalecimento e combate ao machismo, pautando a necessidade das mulheres assumirem o protagonismo no Movimento HipHop.

Avatar Rodas de Diálogos-15INTERLOCUTORA:É comunicadora social com especialização pela Universidade Nacional de Brasília, presidenta e coordenadora de comunicação do Geledés – Instituto da Mulher Negra, coordenadora da Articulação de ONGs de Mulheres Negras Brasileiras. Integra o Conselho Deliberativo do Instituto Patrícia Galvão, o Comitê Internacional do Fórum Social Mundial e o Conselho Consultivo do Observatório de Gênero. Esteve presente nas principais lutas feministas e antirracistas nos 30 últimos anos e também do processo pela redemocratização do país. Participou de todas as conferências da ONU, na última década, levando a perspectiva de gênero e raça, e foi coordenadora do Comitê Internacional da Conferência das Américas preparatória para Revisão de Durban.. Foi uma das brasileiras indicadas para o Prêmio Nobel da Paz, na campanha que selecionou mil mulheres de todo o mundo para concorrer ao prêmio.

Roda de Diálogo 03 – Experiências feministas na cultura e saberes tradicionais

Avatar Rodas de Diálogos-06

Mestra do grupo Nzinga de Capoeira Angola, surgido em 1995, é doutora em Educação pela Universidade de São Paulo/USP, professora da Faculdade de Educação e do Bacharelado de Estudos de Gênero e Diversidade, coordenadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher – NEIM/UFBA e professora permanente do Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar de Difusão do Conhecimento – UFBA. Desenvolve pesquisas sobre Ações Afirmativas em Educação e Cultura Afro-Brasileira, com foco nos estudos sobre capoeira e religiões de matrizes africanas.

Avatar Rodas de Diálogos-07Joana D’arc da Silva Cavalcante, Mestra Joana ou Joana do Agbê. É artista popular pernambucana, idealizadora e regente do grupo Baque Mulher, único e primeiro grupo de maracatu de baque virado composto só por mulheres, e do grupo  Mazuca da Quixaba, que realiza resgate de fragmentos da historia oral de velhos mestres da Jurema misturando o som e a pisada do coco de Terreiro. Em 2008, se tornou mestra do batuque do Maracatu Encanto do Pina, a primeira mulher na historia de um maracatu a ocupar este cargo.

Avatar Rodas de Diálogos-02Com atuação nacionalmente reconhecida, e única mulher de Salvador a compor a Irmandade Secreta de Mulheres da Boa Morte, de Cachoeira. Ocupou diversos cargos religiosos durante sua trajetória com destaque para Yá Benin de Xangô, do Ilê Axé Yá Nassô Oká Oxum de Mãe Nitinha (Rio de Janeiro); Yá Urulú – do Ilê Axé Ogum Alabedé Orum (Rio de Janeiro); Yá Larê do Alandê Xirê – do Ilê Axé Opô Afonjá de Mãe Estela (Cabula); Yá Nirerê – do Ilê Axé Oxumorarê do Pai Pc – (Vasco da Gama); Posto – no Ilê Axé Acanju (Lauro de Freitas). Em 2012 recebeu a Medalha Zumbi dos Palmares, em homenagem prestada pela Câmara de vereadores de Salvador.

Avatar Rodas de Diálogos-05

INTERLOCUTORA: Musicista, compositora, cantora, instrumentista e etnomusicóloga pernambucana. Graduada em Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (2002), é mestra (2005) e doutora em etnomusicologia pela Universidade Federal da Bahia (2009), com bolsa CAPES de doutorado sanduíche de 1 ano realizado na New York University (Nova York, 2007). Desde 2010 é professora adjunta de etnomusicologia da Escola de Música e do Programa de Pós-Graduação em Música da UFBA. É pesquisadora permanente do NEIM/UFBA (Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Mulher) e coordenadora do Feminária Musical: grupo de pesquisa e experimentos sonoros, coletivo que integra a linha da pesquisa Gênero, Cultura e Arte do referido Núcleo.

Roda de Diálogo 04 – Relatos de Feminismos e Sexualidades

Avatar Rodas de Diálogos-09

Paulette Furacão, militante do movimento LGBTT, coordenadora do Núcleo de Defesa dos Direitos  da População LGBTT da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH-BA), é a 1ª transexual a assumir cargo em governo da Bahia.

Avatar Rodas de Diálogos-03

Historiadora, graduada pela Universidade Católica do Salvador, militante do Movimento Negro, faz parte da CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras. Atualmente é Assistente de Ações no Campo no projeto das Unidades Móveis de Acolhimento as Mulheres do Campo.

Avatar Rodas de Diálogos-13Professora da  Universidade do Estado da Bahia, pesquisadora do Diadorim – Núcleo de Estudos de Gênero e Sexualidade da Universidade do Estado da Bahia, com ênfase no enfrentamento  à lesbofobia e outras expressões da violência de gênero, racismo e na organização lésbica.  É ativista da LBL – Liga Brasileira de Lésbicas e do Fórum Baiano LGBT, atua na organização  estadual do Encontro de Lésbicas e Mulheres Bissexuais da Bahia. Conselheira titular do Conselho de Direito da Mulher do Estado da Bahia, e  conselheira titular do recém criado Conselho LGBT da Bahia. Possui mestrado  em Gestão de Organização pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB e em Gênero, Mulheres e Feminismo, pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Atualmente faz Doutorado Multi-Institucional e Multidiciplinar em Difusão do Conhecimento pela UFBA/UNEB/UEFS/FIEB-SENAI/LNCC/ IHAC, desenvolvendo       pesquisa sobre lesbianidades na Bahia.


Avatar Rodas de Diálogos-08
INTERLOCUTORA:Mestranda Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade com o projeto de Pesquisa: ‘Pela descolonização das identidades trans*: por uma análise da cisgeneridade como normatividade’ pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Integra o grupo de pesquisa  ‘Cultura e Sexualidade’ (CuS), com foco em questões relacionadas às diversidades sexual e de gênero.

Roda de Diálogo 05 – Feminismos e Corporalidades

Avatar Rodas de Diálogos-11

Josefa Maria da Silva, nascida na Serra da Guia (SE). Parteira quilombola, líder comunitária e religiosa, consultora, orientadora e benzendeira. É filha e neta de parteira, nora de escravos, e neta de índio. Faz cerca de 350 partos por semana. Por suas mãos nasceram alagoanos, baianos, pernambucanos e sergipanos.

Avatar Rodas de Diálogos-05Sirlene Cau Lopes é enfermeira, formada pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Índia da etnia Pataxó de Coroa Vermelha – Bahia, pesquisa  a cultura e história dos povos indígenas e afro-descendentes e o cultivo, manuseio e aplicação das ervas medicinais do povo Pataxós da aldeia Coroa Vermelha.

Avatar Rodas de Diálogos-12

Especialista em Saúde Materno Infantil pelo programa de Residência Multiprofissional  da Maternidade Climério de Oliveira – UFBA, faz parte da Diretoria  Executiva do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde – CEBES, é militante do Núcleo feminista Negra Zeferina, Professora de Saúde Coletiva do Instituto de Ciências da Saúde-UFBA.  Atua nos temas: Saúde Coletiva, Políticas de Saúde, Atenção Primária à Saúde, Aleitamento Materno,  Saúde da Mulher e da Criança.

Avatar Rodas de Diálogos-10

INTERLOCUTORA: Doutoranda em Saúde Pública (ISC/UFBA). Coordenadora do Programa de Saúde do Odara – Instituto da Mulher Negra. Enfermeira Sanitarista. Mestra em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia com concentração em Gênero, Cuidado e Administração em Saúde, na Linha de Pesquisa Mulher, Gênero e Saúde.

ENCERRAMENTO

Show musical na Praça Tereza Batista – 21h

Mostra de Filmes “Mulheres, Cultura e Contemporaneidade” – Dias 28 e 29 de outubro

Local: Sala Walter da Silveira




Contato  (71) 3116-6520/3116-6919 / Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ?

Valor Não Informado

Localização  Biblioteca Central dos Barris
Rua Gal Labatut, 27
Brasil/Bahia/Salvador
40070-100

Compartilhe:

Voltar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 06.03.19.157Patuskada para Exu Bouzanfrain. 06 Mar 2019
  • 05.03.19.235Carnaval no Pelô. Alb 2. 05 Mar 2019
  • 05.03.19.091Carnaval no Pelô. Alb 1. 05 Mar 2019
  • 04.03.19.298-1Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 2. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.301Ilê Aiyê. Campo Grande. Alb 1. 04 Mar 2019
  • 04.03.19.139Mudança do Garcia. Festa Ednice. 04 Mar 2019

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?
 

Compartilhe: