Salvador, 19 de October de 2020
Acesse aqui:                
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Música
Calendário de Eventos help
Weekly View
Ver por Semana
Daily View
Veja Hoje
Categories
Ver por Categorias
Search
Buscar
Domingo no TCA com Juliana Ribeiro
Domingo 19 Janeiro 2020, 11:00

Acessos : 35

Neste domingo (19), 11h, a pulsação musical da artista Juliana Ribeiro ganha os palcos do Teatro Castro Alves (TCA) com a alquimia única de um momento duplamente fértil. A gravidez de cinco meses se mistura à gestação de um novo álbum, isso tudo no início do ano em que a cantora e compositora completa 20 anos de carreira. O show inédito, Preta Brasileira, é a primeira atração de 2020 do projeto Domingo no TCA, e marca o pré-lançamento de álbum homônimo, terceiro registro fonográfico da artista.

Quem acompanha a trajetória de Juliana sabe que Preta Brasileira é o nome do show com o qual Juliana vem circulando por diversos palcos – de Pernambuco à Filadélfia - desde 2015, numa referência à música homônima composta por ela. Agora o show tem repertório inteiramente novo, baseado nas faixas do novo disco, mas o nome foi mantido pelo fato de Preta Brasileira ser a faixa que abre e batiza o CD. “Trata-se de uma música que celebra a mulher contemporânea, compositora e empoderada dentro do universo da música popular”, realça.

No álbum Preta Brasileira, Juliana assina quatro canções. Além da faixa de trabalho, são criações da artista Ella – recentemente lançada nas plataformas digitais -, Dragão de Gaudí e Rainha Ginga, esta última uma parceria com Lia Chaves em homenagem a Clementina de Jesus. “O lugar de fala como musicista traz este lugar de pertença, de tocar as pessoas através da melodia  não só do discurso. Bonito ver quando a plateia se apropria da música e ela deixa de ser minha e passa a ser nossa “ diz.

O certo é que pré-lançamento de Preta Brasileira resulta num espetáculo dançante e contagiante. “Pensante e pulsante”, como Juliana gosta de definir. O momento romântico da artista será conhecido em Dragão de Gaudí, uma surpresa boa para o público , além do samba e das claves da diáspora africana instigando a interação do público com a tão já aplaudida performance de palco da artista. O repertório conta com as nove faixas do novo álbum, além de músicas escolhidas a dedo pela cantora, algumas que serão executadas com músicos e artistas convidados.

No álbum e no palco, estão, duas canções inéditas feitas por Roque Ferreira para Juliana. São elas Lindomar, uma chula amarrada, e Mulher: Pessoa que Fala, com piano gravado por Fernando Marinho, que também acompanhará ela no show. Do baú do icônico Riachão, a artista traz Panela no Fogo num arranjo brincante de coco e maracatu, tendo a honra de ser a primeira intérprete a gravar a canção. Já Carcará (João do Vale e José Cândido) ganhou arranjos em claves cubanas, fazendo uma homenagem ao show Opinião. A nona faixa do CD é Bela Oxum, presente de Gerônimo para Juliana, já lançada online.

Especialmente para o show, ela escolheu Zé do Caroço (Lecy Brandão), Pra Matar o Preconceito (Marina Iris e Nina Rosa), Rebento (Gilberto Gil) Motivo (Cecília Meireles), num total de 17 canções. Márcia Short canta uma faixa surpresa no espetáculo, que também conta com a participação do cantor e compositor César Batista, marido de Juliana, mostrando Sonora, canção inédita composta por ele para a filha do casal que vai nascer no próximo mês de maio. Nos violões, o músico e arranjador Duarte Veloso acompanha a artista nas canções Zé do Caroço e Carcará.

Dividem o palco com a artista a baterista Lorena Martins, Bolota e Ricardo Costa nas percussões, Vinícius Freitas no sax e flautas , Fabrício Cyem no baixo e Dinho Reis na sanfona e piano. A direção musical é de Marcos Bezerra e a direção artística de Hebe Alves. A luz tem assinatura de Fernanda Paquelet e a Canjere Produções assina o backstage. A produção de arte é de Renato Carneiro, que assina o figurino da Katuka Africanidades .

“O momento é de gestação dupla, engravidei enquanto eu gravava o CD, agora ainda estou gravando e gestando criança. É uma coisa dentro da outra, sai do ensaio e segue para o ultrassom, coloca voz numa música e depois vai comprar o berço”, diverte-se ela.

Serviço:

O QUE: DOMINGO NO TCA | Juliana Ribeiro – Preta Brasileira

QUANDO: Domingo (19/01

HORÁRIO: 11h

ONDE: Sala Principal do Teatro Castro Alves

QUANTO: R$1 (inteira), R$ 0,50 (meia)

* Vendas apenas no dia do evento, a partir das 9h, com acesso imediato à plateia do teatro

 

Valor R$1 (inteira), R$ 0,50 (meia)

Agora o show tem repertório inteiramente novo, baseado nas faixas do novo disco, mas o nome foi mantido pelo fato de Preta Brasileira ser a faixa que abre e batiza o CD.

Localização  Teatro Castro Alves - TCA
Praça Dois de Julho, s/n
Brasil/Bahia/Salvador
40080-121

Compartilhe:

Voltar

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.395Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.261Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.146Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.086Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.180Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.033Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

GALERIAS DE ARTE

Mais galerias de arte...

HUMOR

  • A Justiça brasileira_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?
 

Compartilhe: