Salvador, 23 de novembro de 2017
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Domingueiras XL. Por Sergio Guerra
Ajustar fonte Aumentar Smaller Font
Seg, 11 de Setembro de 2017 05:26

Sergio_Guerra2A geração do pós guerras, nascida aí pelos fins dos anos 40 e seguintes, viveu como medo das bombas atômicas, de hidrogênio e outras mais que, lembro assustado, teria a capacidade de destruir a terra cerca de 13 vezes, e assim nem os gatos que dizem ter 7 vidas, sobreviveriam. Dizia-se que só alguns insetos, baratas e formigas, suportariam sobreviver ao grau de irradiação que resultaria das explosões de um provável conflito norte-americano e soviético, previsível e com um relógio que contava negativamente o tempo de sobrevida do nosso planeta.

Lembremos que somos a geração posterior as bombas soltadas sobre as populações civis de Hiroshima e Nagasaki, pelos EUA, que deixaram de imediato mais de 200.000 mortos, além de inumeráveis “sobreviventes” que reproduziram seus eventos até os dias de hoje e passaram, e continuam a fazer, a seus sobreviventes ainda hoje e por quanto tempo não se sabe, ainda. Deste modo, que autoridade moral e política têm esta potência, juntamente com todas suas cúmplices que também mantêm seus arsenais nucleares de impedir que novos concorrentes venham a pretender possuir também estes instrumentos mortais? É muita cara de pau!

Felizmente, por estas bandas tropicais ainda não se pensa em produzir artefatos nucleares com objetivos militares, apesar de que as nossas usinas podem ser consideradas como verdadeiras bombas nucleares, posto que seu poder de destruição, ainda que fixo e localizado, são praticamente infinitos, haja à vista os episódios de Three Mile Island, nos EUA, 1979: Chernobyl, na URSS/Rússia, 1986 e Fukushima, no Japão, em 2011. Isto só para ficar entre as grandes potências mundiais. Deste modo, nem é bom pensar num provável acidente nas usinas de Angra dos Reis, que fica em uma região densamente habitada entre as cidades do Rio, de São Paulo e Belo Horizonte.

Mas “prá não dizer que não falei de ...” bombas, o Brasil vive um momento de fortes emoções, pois ao findar o seu 2º mandato como Procurador Geral da Repúbica, Rodrigo Janot, resolveu desovar seu arsenal com pedidos de inúmeros “pedidos de aberturas de processo” contra toda a cúpula do PT, incluindo os 2 ex-presidentes Lula e Dilma, do PMDB, incluindo o ex-presidente Sarney, e do PP, genericamente por “associação criminosa”, enquanto pede várias prisões preventivas contra Joesley, o “Professor” e “Safadão”, que deve ser preso pelas suas “bravatas etílicas”.

Por outro lado, a descoberta do “pote de ouro” de Geddel mostra que os meios de corrupção são praticamente infinitos, bastando apenas que haja uma verdadeira intensão de encontrar os seus “depósitos físicos”, bem como seus verdadeiros sócios e beneficiários, pois tal volume de dinheiro deveria garantir muitas eleições ao tempo em que patrocina inúmeras candidaturas, não só em Salvador, como na Bahia e até mesmo no Brasil, razão pela qual ele foi sempre indicado e indicou vários ocupantes de cargos nos vários governos, municipais, estduas e federais, quase sempre pelo PMDB.

Tudo isto sem falar nas anunciadas “bombas atômicas” que se espera irá atingir vários personagens da República, incluindo agora altos escalões do Judiciário, posto que nem mesmo o Ministério Público, a Procuradoria Geral e mesmo o Superior Tribunal de Justica e o Supremo Tribunal Federal parecem estar distante ou fora do alcance dessas delações, cada vez mais explosivas.

Vale lembrar que a “delação”, ainda não “premiada” de Paloccci, o auto-declarado “Italiano”, das planilhas da Odebrecht, mesmo que reforçando “denúncias e ilações” montadas contra os governos petistas de  Lula e Dilma devem servir de “provas” para que a “Repúbica de Curitiba” avance na sua campanha pra inviabilizar a candidatura do ex-presidente que deverá ser ouvido na “Lava Jato”, nesta terça-feira, pelo juiz Sérgio Moro, para criar mais elementos para justificar a sua tão necessaria condenação.

Enfim, as próximas semanas serão palco de intensas emoções. Quem viver verá!

 

10/09/2017.


Sérgio Guerra
Licenciado, Mestre e Doutor em História
Professor Adjunto da UNEB,.DCH1 Salvador.
Conselheiro Estadual de Educação - BA.
Colunista Político Semanal do Portal Mais Bahia.
Presidente do Instituto Ze Olivio  IZO
Cronista do site "Memorias do Bar Quintal do Raso da Catarina".

Compartilhe:

 

O MELHOR DO ALDEIA NAGÔ NO SEU EMAIL

CADASTRE-SE EM NOSSO NEWSLETTER:

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 17.11.17.080Festival Samba de Beco, 17 Nov 2017
  • 17.11.17.018II Noite Cultural. Casa Preta. 17 Nov 2017
  • 12.11.17.072Puxadinho MassaLarica. Ano 1. 12 Nov 2017
  • 10.11.17.082Nobreza Vinil Session 2. Lebowski. 10 Nov 2017
  • 04.11.17.168Perc Pam. Lgo da Mariquita. Alb 2. 04 Nov 2017
  • 04.11.17.041Perc Pam. Lgo da Mariquita. Alb 1. 04 Nov 2017

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

HUMOR

  • Abertura das Olimpiadas_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?