Salvador, 01 de August de 2021
Acesse aqui:                
Banner
facebookorkuttwitteremail
Erro
  • Your server has Suhosin loaded. Please follow this tutorial.
Festa
Calendário de Eventos help
Mês anterior Dia anterior Próximo Dia Próximo Mês
Ver por Semana Veja Hoje Buscar
Acústico MAM com Daniela Mercury, Lê Fulere e Bliss Tricy-Karen
Domingo 16 Dezembro 2018, 16:00

Acessos : 118

O projeto musical, que acontecerá uma vez por mês durante o Verão, estreia com a cantora baiana Daniela Mercury, que criou um show exclusivo para a ocasião, o acústico-percussivo Afro Cyber Retrô. A ideia é juntar referências e músicas do seu próprio repertório de samba-reggae, além de sambas afro, incluindo as músicas novas Pantera Negra Deusa -  que teve clipe gravado no MAM - e Pagode Divino, que aborda a liberdade de expressão na música.

“Samba-reggae e afro são a essência do meu axé e do meu samba. Dos meus 20 álbuns, são cerca de 60 músicas desse tipo. Desde pequena, canto sambas de Vinicius de Moraes e Toquinho; também canto muito bossa nova e MPB. São artistas que me construíram como cantora e influenciaram no meu axé.Esse novo trabalho traz canções curtas e é muito eclético. Tem minhas músicas com batidas mais leves e homenagens a artistas da MPB”, revela Daniela.

Com mais três músicos - Alexandre Vargas (cavaquinho, violão, guitarra bandolin, cavaquinho); Luizinho do Jeje (percussão e violão); e Yacoce Simões (acordeon, baixo, bandolim, violão, percussão e teclado) - Daniela apresentará a maior parte das faixas em formato acústico, com violão e percussão. Tudo para combinar com o pôr-do-sol e com o clima proporcionado por uma das vistas mais incríveis da cidade.

No repertório, a cantora incluiu clássicos como Águas de Março e Desafinado, de Tom Jobim; O Velho e a Flor, de Vinicius e Toquinho; Mais um Adeus e Canto de Ossanha (parceria com Baden Powell), de Vinicius de Moraes. “Em algumas músicas, coloquei batidas do Ilê. Elas ficam lindas nesse arranjo”, completa Daniela. As músicas Nada Será Como Antes, de Milton Nascimento, e Faltando um Pedaçom, de Djavan, também estão na setlist do show.

O termo ‘Cyber’, ela explica, tem a ver com uma tendência atual de usar recursos tecnológicos na música. “Estou preparando uma canção chamada Cyber Samba também por causa dessa mistura de ritmos com programações eletrônicas e loops de voz. Vejo a BaianaSystem e Elza Soares trazendo essas timbragens mais urbanas e modernas hoje, mas é algo que eu faço desde os anos 2000. Algumas canções têm percussão com esse recurso, mas cada uma tem uma formação diferente. Pantera Negra Deusa, por exemplo, vou fazer a versão acústica. ”, conta.

O evento, portanto, será uma oportunidade de ver um lado mais intimista da artista. “Algumas das músicas que inclui no show, que tem uma beat mais lenta, quase nunca canto em Salvador. É o caso de Antropofágicos São Paulistanos e Santa Helena. Vou trazer esse meu trabalho que muita gente não conhece”, pontua Daniela, ressaltando que o show trará ainda outras surpresas que se conectam com o local: “O repertório também terá várias músicas que falam de mar e de pôr do sol. Mas que também falam sobre nossas raízes: sobre a Bahia e o inconsciente desse lugar”.

 

Verão acústico
A proposta do projeto musical é apresentar sempre grandes nomes da cena musical local em um lounge à beira mar com a participação de outras atrações ainda pouco difundidas. Nesta primeira edição, por exemplo, quem também se apresentará por lá é a banda Lê Fulerê, também no formato acústico em função do espaço ser um patrimônio tombado.
“Esse projeto foi feito para durar alguns anos. Além do Verão, queremos fazer algumas edições espalhadas ao longo do ano, como no São João”, conta o produtor executivo Mário Barros.

“Queremos envolver todas as tribos, incluindo as pessoas que já vêm no MAM, que é, talvez, um dos lugares mais importantes da Bahia”, acrescenta. A iniciativa coloca o MAM alinhado com outros museus no mundo, que também têm aberto as suas portas para eventos que exploram outras linguagens.

 

Classificação: 18 anos, ou menores acompanhados dos pais

 

Valor R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Sympla, Partiu Balada e Eventim

A ideia é juntar referências e músicas do seu próprio repertório de samba-reggae, além de sambas afro, incluindo as músicas novas Pantera Negra Deusa - que teve clipe gravado no MAM - e Pagode Divino, que aborda a liberdade de expressão na

Localização  MAM - Museu de Arte Moderna
Avenida Lafayete Coutinho - Comércio
Brasil/Bahia/Salvador
40060-060

Compartilhe:

Voltar

FOTOS DOS ÚLTIMOS EVENTOS

  • 24.02.2020.457Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 4. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.243Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 3. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.183Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 2. 24 Fev 2020
  • 24.02.2020.020Desfile Ilê Aiyê. C Grande. Alb 1. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.207Mudança, Magary, Motumbá. C. Grande. 24 Fev 2020
  • 24.02.20.106Didá & Respeita as Minas. Campo Grande. 24 Fev 2020

Parabéns Aniversariantes do Dia

loader
publicidade

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS

GALERIAS DE ARTE

HUMOR

  • Impeachement_1
  • Categoria: Humor
Mais charges...

ENQUETE 1

Qual é o melhor dia para sair a noite?
 

Compartilhe: